PATRIMÔNIO HISTÓRICO CULTURAL E PODER
 
Sessão Temática : Educação e Cultura
 
Forma de Apresentação: Comunicação Oral
 
Palavras-Chaves: Cultura - Conceito , Patrimônio Histórico, Poder - Educação.
 
Autor (GT) Tipo e-mail
SANTOS, Irene da Silva Fonseca dos (SEM GT) Apresentador irenepf@uol.com.br
VALE, Dr. Antonio Marques do   amvale@onda.com.br
     

           Esta pesquisa oferece resultados do debate em vista da dissertação para o Mestrado em Educação (UEPG). O objetivo é aprofundar e analisar sobre patrimônio histórico e cultural, sua origem e representações; além disso, investigar os caminhos político-educacionais viáveis para que a escola se torne um local onde crianças e jovens aprendam e ajudem a preservar o patrimônio histórico a reinterpretar o passado de uma maneira crítica, permitindo que o espaço de cada um e de todos seja construído de modo coletivo. A investigação se apoia num referencial dialético-crítico, com contribuição da teoria crítica. Ë uma pesquisa bibliográfica, com exame de fontes oficiais e arquivísticas. A pesquisa demonstra que nos países europeus, como no Brasil, Paraná e Ponta Grossa, o patrimônio cultural historicamente foi submetido a interesses de autoridades constituídas. A proposta é que a educação se apóie mais intensivamente no uso histórico-crítico do patrimônio histórico-cultural, e a análise crítica da origem e dos conceitos de cada elemento patrimonial seja feita por todos, mais precisamente na escola, conforme mudanças na política curricular e na elaboração de programas populares; a análise possibilita avançar para relações históricas e políticas justas e democráticas, nos diferentes grupos. Se a cidade de todos e a escola aceitarem continuar submissas a ideologias impostas herdadas de donos do poder, amargarão a exclusão definitiva de qualquer sistema de elaboração da tradição cultural.


PATRIMÔNIO HISTÓRICO CULTURAL E PODER